No Brasil e em vários países pelo mundo o turismo de base comunitária tem ganhado espaço entre a preferência dos viajantes. Mais do que simplesmente visitar comunidades, o turismo comunitário valoriza a cultura local, e traz emprego e renda para os moradores da comunidade. Os turistas se conectam de verdade com outras pessoas e saem mais próximos de uma nova cultura.

 

Diversas iniciativas de turismo de base comunitária têm surgido e se fortalecido pelo Brasil, apresentando culturas únicas e trazendo novas oportunidades para os comunitários, que se beneficiam da atividade turística. Além disso, essas experiências de turismo são tão profundas e singulares, que costumam transformar positivamente os viajantes.

 

Confira 6 destinos no Brasil onde você pode viver verdadeiras experiências de turismo comunitário:

 

Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais

Em uma das regiões economicamente mais pobres do Brasil, vivem mulheres artesãs e empreendedoras que descobriram na arte sua paixão e autonomia. Já há alguns anos elas recebem visitantes para apresentar sua história, tradições e dia-a-dia. Durante o roteiro, os visitantes aprendem todo o processo de confecção da cerâmica e se hospedam nas casas das ceramistas, com direito ao melhor da hospitalidade e culinária mineiras.

Clique e conheça o roteiro Jequitinhonha, do barro à arte

 

 

turismo comunitário

Artesã do Jequitinhonha ensinando sua arte.

 

Alter do Chão, Pará

Um destino encantador. Famoso mundo à fora como o Caribe da Amazônia, quem recebe os viajantes são os moradores das comunidades ribeirinhas da Floresta Nacional do Tapajós. Além de trilhas pela mata e deliciosos banhos de rio, os visitantes conhecem o artesanato, a gastronomia e as tradições dessas comunidades.

Clique no link e conheça o roteiro de navegação no Rio Tapajós.

 

turismo comunitário na amazônia

 

Ilhabela, São Paulo

Na Baía dos Castelhanos, onde ficam as mais bonitas e bem preservadas praias de Ilhabela, litoral norte de São Paulo, vivem comunidades tradicionais caiçaras que estão por lá há anos se orgulham de sua cultura. Recentemente, elas se organizaram em um núcleo de turismo e lançaram o projeto Turismo Comunitário nos Castelhanos, que oferece trilhas guiadas, oficinas de artesanato e conversa, passeios de barco e canoa, visitas ao cerco, além de hospedagem e culinária local.

Como ir: https://www.castelhanos.org/ | turismocastelhanos@gmail.com

 

turismo comunitário | community tourism

Foto: Alex Damico

 

Ilha de Cotijuba, Pará

Uma comunidade de mulheres fortes e independentes movimenta a Ilha de Cotijuba, uma das ilhas do arquipélago de Belém, com produção de alimentos, artesanato e culinária tradicional amazônica. A partir do Movimento das Mulheres das Ilhas de Belém, elas também se envolveram com o turismo comunitário e ali recebem viajantes para apresentar seus saberes e trocar experiências. O roteiro inclui oficinas de gastronomia e artesanato, lual, carimbó e trilhas pela floresta. 

Conheça todos os detalhes da viagem Cotijuba, segredos e temperos da Amazônia

 

turismo comunitário | community tourism

Foto: Diego Arelano

 

Vale do Paraíba do Sul, São Paulo

Os passos dos negros africanos no estado de São Paulo são o pano de fundo para os sete roteiros que formam a Rota da Liberdade, um desdobramento da Rota do Escravo, programa mundial de mapeamento da diáspora Africana, desenvolvido em conformidade com as orientações da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Além de visitas a fazendas escravagistas ou que pertenceram a negros libertos, os turistas têm a oportunidade de visitar comunidades quilombolas que ainda preservam tradições, experimentar sabores da culinária afro-brasileira ou conhecer iniciativas culturais e de ecoturismo. Os roteiros da Rota da Liberdade se espalham por diversas cidades da região do Vale do Paraíba.

Como ir: https://www.facebook.com/rota.liberdade/ | sol.real@hotmail.com

 

turismo comunitário | community tourism

 

Parelheiros, São Paulo

A descoberta de uma outra São Paulo acontece nesta visita de um dia aos bairros de Grajaú e Ilha do Bororé, na região de Parelheiros, no extremo sul da capital paulistana. Projetos sociais desenvolvidos por moradores locais, como o projeto Ecoativa e os Meninos da Billings, são a base para um roteiro que propõe um mergulho em um mosaico diferente de iniciativas de cultura, sustentabilidade, ecoturismo e lazer.

Clique no link para saber mais sobre este roteiro de um dia para o Grajaú e Ilha do Bororé.

 

turismo comunitário

Foto: Meninos da Billings

 

Depois de tantas dicas de destinos para fazer turismo de base comunitária, é só escolher a data e planejar sua próxima viagem!

Se precisar de alguma ajuda ou quiser ainda mais sugestões, entre em contato com a Vivejar, operadora de turismo especialista em oferecer experiências transformadoras! Acesse o nosso site e entre em contato conosco!