Vivejar, operadora especializada em viagens de base comunitária, acredita no turismo como ferramenta para o empoderamento feminino

 

Experiências, mudanças, impacto social e ambiental positivos e empoderamento feminino tornam as viagens pelo Brasil da operadora Vivejar únicas e transformadoras. Mais do que uma operadora de viagens, a empresa social é articuladora de um turismo do bem e sustentável, que realiza vivências especiais para viajantes, incentiva o desenvolvimento de pequenas comunidades e promove conexões entre pessoas.

 

Os roteiros, com raízes essencialmente brasileiras, são pautados pelo ecoturismo e pelo turismo de base comunitária, onde comunidades locais são responsáveis pelas atividades turísticas na região e têm nelas suas fontes de renda, desenvolvimento e preservação cultural. Nos roteiros Vivejar, além das comunidades, entram em destaque também as mulheres, não só como viajantes, mas como as principais anfitriãs nos destinos que são visitados.

 

“Acreditamos no poder do turismo como ferramenta de transformação e empoderamento feminino em comunidades e trabalhamos principalmente com lideranças femininas porque apostamos no potencial que a mulher tem de trabalhar coletivamente e de gerar desenvolvimento para si, sua família e sua comunidade”, conta a turismóloga e fundadora da Vivejar, Marianne Costa.

 

Seja em Belém e na Ilha de Cotijuba, no Pará, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, no Rio de Janeiro, ou em Presidente Figueiredo, no Amazonas, alguns dos principais destinos que a Vivejar opera, mulheres fortes e independentes recebem os viajantes de portas abertas e com a hospitalidade e a cultura características de cada região. Elas estão prontas para mostrar sua realidade, trocar experiências, criar conexões com os visitantes e até mesmo apresentar seus ofícios e suas tradições.

 

Em cada roteiro, temas como o artesanato, a gastronomia, a cultura negra ou o empoderamento feminino ajudam a tangibilizar a experiência e a conduzir os viajantes a vivências transformadoras. O viajante tem a oportunidade única de fazer uma cerâmica tradicional do Vale do Jequitinhonha com as próprias mãos, aprender sobre o reaproveitamento e o valor dos alimentos em uma favela carioca ou descobrir como se faz uma biojoia com as sementes e insumos da Amazônia brasileira.

Como nasce a Vivejar

A Vivejar foi fundada em 2016, é uma Empresa B pendente e está sob o comando da turismóloga Marianne Costa. Formada pela Universidade Federal de Minas Gerais e especializada em Inovação Social pelo Instituto Amani, Marianne acredita no turismo como ferramenta de transformação e impacto positivo. “Ter contato com modos de vida completamente diferentes é um convite à reflexão profunda e a uma autoavaliação. Além disso, o aprendizado a partir do contato com pessoas de realidades diferentes é surpreendente e emocionante”, diz.

 

Marianne é finalista do Prêmio Empreendedor Social de Futuro 2012, da Folha de São Paulo, do Programa Women Change Maker Fellowship e do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade. Durante 10 anos, ela trabalhou com o desenvolvimento de projetos de turismo que envolvem fortalecimento de capital humano, social e econômico por meio da Raízes Desenvolvimento Sustentável, empresa social criada em sociedade com a amiga Mariana Madureira.

 

Em 2006, juntas, elas iniciaram um projeto de geração de renda com comércio justo de artesanatos no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Logo perceberam que havia mais valor na história das pessoas por trás daqueles produtos do que na aparência deles. E se questionaram: “Por que, ao invés de levar os artesanatos até os grandes centros, não levamos as pessoas dos grandes centros até os artesãos?”. A reflexão inspirou o nascimento do roteiro Do Barro à Arte, antes operado pela Raízes, e que agora faz parte das experiências proporcionadas pela Vivejar. Ele foi o impulso inicial para o nascimento da operadora.

 

Roteiros que desvendam o Brasil

Com roteiros únicos que destacam pessoas, culturas e paisagens, as viagens Vivejar valorizam a essência e as raízes do Brasil e do povo brasileiro. Alguns dos principais roteiros da operadora são:

 

. Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais – ‘Do Barro à Arte’
Uma viagem de imersão nas tradições e dia-a-dia das fortes mulheres ceramistas do Vale do Jequitinhonha, que são internacionalmente reconhecidas por sua arte. Os viajantes aprendem todo o processo de confecção da cerâmica e se hospedam nas casas das ceramistas, com direito ao melhor da hospitalidade e culinária mineiras.

 

. Rio de Janeiro, RJ – ‘Rever o Rio – Morro da Babilônia’
Um olhar inovador para a criatividade e inovação social dentro das comunidades urbanas é o viés para esse roteiro de um dia no Morro da Babilônia, no Rio, onde visitantes têm a oportunidade de conhecer um incrível projeto de reaproveitamento de alimentos e alimentação saudável.

 

. Belém e Ilha de Cotijuba, Pará – ‘Segredos e Temperos da Amazônia’
Com segredos e sabores ainda pouco conhecidos pelos turistas brasileiros e estrangeiros, o Pará esconde delicadezas da cultura e delícias da culinária da Amazônia. Belém e a Ilha de Cotijuba esperam os viajantes para uma imersão no universo multissensorial da Amazônia, com encontros, trocas e oficinas de gastronomia e artesanato com as mulheres da região.

 

. Alter do Chão, Pará
Vivências pela floresta, praias de água doce, comunidades tradicionais ribeirinhas e navegação pelos rios Tapajós e Arapiuns estão neste incrível roteiro por uma das mais belas regiões do Pará. Fazemos trilhas, conhecemos um pouco dos ofícios e da gastronomia locais e aproveitamos o tempo para alguns banhos de rio.

 

. Navegação no Rio Negro, Amazonas
Acreditamos que a melhor forma de conhecer o Rio Negro e as pessoas que abrilhantam o lugar é navegando. Assim é possível realizar roteiros a partir de Manaus, para conhecer a região, com um leque diversificado de passeios. São roteiros pela Reserva do Rio Negro, Arquipélago de Anavilhanas, Parque do Jaú, Reserva do Xixuaú, até o Alto Rio Negro, fronteira do Brasil com a Colombia, uma das regiões mais selvagens e pouco visitadas por turistas.

 

. Presidente Figueiredo, AM
Uma experiência surpreendente de integração com a natureza amazônica. Na capital nacional das cachoeiras, Presidente Figueiredo, os viajantes têm a oportunidade de desbravar uma área de 2070 hectares de floresta nativa protegida pela Área de Proteção Ambiental da Caverna do Maruaga. Arvorismo, trilhas e hospedagem em um lodge no meio da natureza completam a experiência.

 

. Reserva Mamirauá, Tefé, AM
Maior área de mata de várzea protegida do mundo, a Reserva Mamirauá é uma unidade de conservação estadual com extensão de 1.124.000 ha, situada entre os rios Solimões, Japurá e Auati-Paraná. Lá fica localizada a Pousada Uakari, referência em turismo de base comunitária no Brasil, a base deste roteiro Vivejar.

 

. Grajaú e Bororé, SP
A descoberta de uma outra São Paulo acontece nesta visita de um dia aos bairros de Grajaú e Ilha do Bororé, no extremo sul de São Paulo, onde a natureza, a agricultura, a periferia, a arte, a sustentabilidade, o grafite, a inovação social e a “quebrada” se encontram. O roteiro propõe um mergulho neste mosaico de iniciativas e experiências.

 

VIVEJAR
www.vivejar.com.br
Tel: 11 2729-3861 | E-mail: contato@vivejar.com.br
Endereço: Rua Teodoro Sampaio 2767, conjunto 1001 – Pinheiros – SP