O Estado do Amazonas, a maior unidade federativa de nosso país, sendo seu território maior que países como: França, Espanha, Suécia e Grécia. É conhecido mundialmente pela sua vasta região de floresta preservada e seus famosos mananciais de água doce, que influenciam diretamente no regime de chuvas da região e no modo de vida das comunidades que conhecem todos os segredos e principalmente as utilidades de todos os recursos fornecidos pela natureza.

Dentro dessa região possuímos 3 roteiros surpreendentes de imersão na floresta amazônica que com certeza irão garantir lindas memórias para o resto de sua vida! Perfeito para aqueles que esperam uma imersão com a natureza dentro da floresta e desejam explorar através de um jeito simples as nossas experiências. A floresta é a casa de mais de 80.000 espécies de plantas, das quais pelo menos 40.000 exercem um papel fundamental no controle do clima global e do ciclo hídrico local. A copa das árvores ajuda a regular a temperatura e a humidade, além de ser intrinsicamente ligada aos padrões climáticos regionais através dos ciclos hidrológicos dos quais dependem a floresta.

Nossos roteiros comunitários agradam todos os gostos de viajantes: uma surpreendente navegação pelas águas do rio negro, um charmoso hotel de selva onde poderemos conhecer um magnífico projeto de conservação de grandes felinos amazônicos dentro de uma das principais unidades de conservação do Brasil (Mamirauá) e uma vivência em um local aconchegante próximo à copa das árvores onde teremos a oportunidade de saborear e conhecer diversos recursos provenientes da floresta amazônica.

Presidente Figueiredo: Localizado na Região Metropolitana de Manaus (AM), o destino é conhecido mundialmente em razão de sua riqueza ambiental, cavernas e cachoeiras envolvidas pela floresta amazônica brasileira. Teremos a oportunidade de uma legítima imersão na floresta em uma área de aproximadamente 2070 hectares de floresta nativa protegida pela Área de Proteção Ambiental da Caverna do Maruaga, Localizada no Km 144 da BR 174 (estrada de Manaus a Boa Vista, o mesmo caminho que leva à Venezuela). Ao longo da viagem de aproximadamente duas horas, iremos observar as transformações da vegetação local, que muda de áreas desmatadas para a floresta virgem. Na chegada seremos calorosamente recebidos no meio de hospedagem onde ficaremos nos próximos dia, o charmoso Lodge Tropical Tree Climbing.

Tefé: Criada em 1998, a Pousada Uacari é administrada por meio de uma gestão compartilhada entre o Instituto Mamirauá e as comunidades da Reserva Mamirauá. O empreendimento tem a finalidade de gerar renda para os moradores locais e contribuir para a conservação dos recursos naturais. Dez comunidades da Reserva Mamirauá atuam na gestão da pousada, gerenciando os funcionários, prestadores de serviços e vendedores de produtos. A operacionalização da Pousada Uacari é uma linha de atuação do Programa de Turismo de Base Comunitária do Instituto Mamirauá.

Toda estrutura é em moldes sustentáveis. A energia é de origem solar. A água da chuva é coletada e armazenada e os efluentes são tratados antes de retornarem ao rio. As telhas são ecológicas, feitas à base de plástico reciclado de garrafas pet. O cardápio da Pousada Uacari combina comida regional com a brasileira. O café da manhã é composto por frutas frescas da estação, beiju de tapioca, pão caseiro, suco, café e leite.

A Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá é uma unidade de conservação estadual com uma extensão de 1.124.000 ha, situada entre os rios Solimões, Japurá e Auati-Paraná, sendo a maior área de mata de várzea protegida do mundo. Apenas 4% da Amazônia brasileira é área de várzea e a Reserva Mamirauá possui um papel-chave na proteção desse ecossistema. Ela está inserida no Corredor Central da Amazônia, fazendo parte da Reserva da Biosfera da Amazônia, além de ser uma das reservas brasileiras reconhecidas pela Convenção Ramsar – que protege ambientes alagáveis de grande relevância.

Navegação pelo Rio Negro: Com uma riqueza ambiental imensa, o Rio Negro é protegido em praticamente todo seu leito, por Unidades de Conservação. Desde Manaus até sua última cidade, São Gabriel da Cachoeira, existem reservas, parques, comunidades tradicionais, arquipélagos e praias que compõem um dos locais que melhor representam a Amazônia em fotos e vídeos pelo o mundo a fora.

Acreditamos que a melhor forma de conhecer o Rio Negro e as pessoas que abrilhantam o lugar é navegando. Assim é possível realizar roteiros a partir de Manaus, para conhecer a região, com um leque diversificado de passeios. São roteiros pela Reserva do Rio Negro, Arquipélago de Anavilhanas, Parque do Jaú, Reserva do Xixuaú, até o Alto Rio Negro, fronteira do Brasil com a Colombia, uma das regiões mais selvagens e pouco visitadas por turistas.

Viver a Amazônia brasileira é muito mais do que simplesmente andar pela floresta. É compreender a relação entre o ser humano e a natureza, através das pessoas peculiares que teremos a oportunidade de conhecer durante os roteiros. Estar nessa região juntamente com as pessoas que respiram a Amazônia diariamente é o grande diferencial das experiências Vivejar.

Venha com a gente, conhecer a Amazônia genuína e os saberes das comunidades que a fazem tão especial.

Melhor época para viajar: De abril a julho há pouca incidência de chuvas e os rios estão cheios, o que é excelente para se visitar os igapós (a floresta inundada) e os igarapés (canais estreitos, à beira da floresta). Entre agosto e novembro, o período é mais seco, os níveis das águas estão baixos e as lindas praias aparecem.

Vivências

Veja o que você encontra neste destino:

Artesanato
Gastronomia
História
Comunidade rural

passe o mouse pelo mapa ou clique para ampliar

Próximas saídas para este destino

15 a 20 de Novembro de 2018

A Vivência no território indígena da etnia Yawanawá vai muito além de uma viagem é uma imersão junto à natureza e à cultura indígena.

Galeria de imagens

clique nas imagens para ampliar

foto: © Acervo Vivejar

Quer saber mais sobre este destino?

Fale com nossa equipe e veja como vivenciar esta experiência